quinta-feira, 16 de julho de 2009

Mesmo assim


Apesar de não conferir sempre,
confio que não existe um abismo na soleira da minha porta.
Apesar de estar confortável aqui,
tenho curiosidade de viver lá, onde os outros nem pensam em se aventurar.

Apesar de não conseguir explicar em poucas palavras,
espero que consiga confiar em mim.
Apesar de não corresponder exatamente aos meus planos,
sei que estou diante da promessa de um bom começo.

Apesar de saber que não falamos a mesma língua,
acredito que possamos nos entender.
Apesar de sempre desejarmos o equilíbrio,
sei que a entropia faz a festa e mantém o mundo girando.

Apesar de saber que a fé dos outros existe,
me é tão estranha como a beleza que os matemáticos enxergam em suas teorias.
Apesar de não me filiar à religião em que fui educada,
tenho uma certa religiosidade.

Acredito mesmo sem ter provas
Acredito mesmo sem saber explicar
Acredito que tenha aprendido
E que o tempo do contratempo não foi de todo perdido.

Nenhum comentário: