terça-feira, 26 de julho de 2016

Pediatra

Julho é mês de férias, então não se consegue marcar consulta com o pediatra assim, de primeira. Andei ligando para alguns, e o mais surpreendente é a agenda deles. Quando eu ligo pro ginecologista, por exemplo, a consulta só será realizada dali a um mês. Mas quando eu ligo pro pediatra, é dali a dois dias, para o dia seguinte, às vezes pra dali a algumas horas. A secretária que menos trabalha para marcar consultas atende o telefone para marcar consultas entre 6:45 e 7:00 da manhã e depois entre 13:30 e 14:00. Essa secretária reserva 45 minutos do dia para marcar consultas! Se ligar de manhã, a consulta será de tarde, se ligar de tarde, será na manhã seguinte.

Bom, fomos a um pediatra e voltamos de lá sabendo das medidas da menina. Agnes tem 62 cm e pesa 6,5 kg. Isso significa que, desde que nasceu, ela cresceu 11 cm (quando a média, em 3 meses, é de 7) e quase dobrou o peso.

terça-feira, 19 de julho de 2016

As pipas e o muro

No mês de junho as pipas começam a enfeitar o céu. E continuam dançando com suas rabiolas julho adentro, até o vento parar de soprar.

No condomínio, não havia ninguém empinando pipas. Por causa da fiação, porque não pode ficar no meio da rua - esse pessoal dirige meio sem regras dentro do condomínio - porque a mãe não deixa. Então o menino ia até o gramado que termina no muro que separa o condomínio do resto da cidade. Ficava andando, olhando as pipas empinadas pelos meninos da favela. Às vezes se cansava e sentava na grama, com os olhos fixos nas pipas e na dinâmica delas. Foi se acostumando com as cores e estilos, imaginando a fisionomia de cada dono de pipa do outro lado do muro. Voltava sempre pro gramado, não apenas para ver as pipas no céu, mas também para coletar pipas cortadas que caíam dentro do condomínio.

Quando juntou três pipas dos meninos do outro lado do muro, chamou os amigos pra empinar pipa. Bem no muro. A algazarra foi grande. Talvez as pipas que eles soltavam fossem reconhecidas, o que tornava a disputa ainda mais interessante. Os meninos do outro lado do muro usavam cerol. Os meninos do condomínio não podiam usar cerol, porque a mãe não deixa.

E as pipas foram cortadas e se balançaram no vento até caírem no território em que tinham sido confeccionadas. Houve júbilo do outro lado do muro, silêncio no condomínio.

sábado, 16 de julho de 2016

3 meses

Agnes Maria, Maria Nayara e merry Lou
Hoje Agnes Maria completou 3 meses de vida. Parece que os horários de sono se estabilizaram: ultimamente ela tem dormido das 18h até meia-noite e depois da 01h às 07h da manhã. Se eu for dormir quando ela acorda no meio da noite (o que aconteceu nos últimos dias, quando meus 4 orientandos PIBIC e eu está vamos finalizando o relatório final), ela não me acorda mais de noite.

Tenho a sensação de entender o que ela precisa quando chora: mamar, dormir, trocar fralda. E conversamos pra caramba numa língua cheia de [uh]s e [ie]s. Essa é a melhor parte do dia: conversar e rir com a Agnes.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

sábado, 9 de julho de 2016

Noturna


Só hoje de noite ela se abre.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

Babador

Agnes está babando tanto que decidimos que ela precisa usar babador.

Só ainda não acertamos a posição dele...

terça-feira, 5 de julho de 2016

Saindo da posição deitada

A musculatura da minha menina está se desenvolvendo e ela não deixa mais a cabeça (que deve ser a parte do corpo mais pesada) cair.

Hoje Agnes descobriu que tem dois pés. Pelo menos eu acho que foi isso que aconteceu quando a sentei no meu colo e ela ficou olhando demoradamente para um pé, depois pra outro, arregalando os olhos quando eu mexia num pé dela e sorrindo quando eu encostava a mãozinha dela no pé dela. Disso eu não tenho foto, porque as minhas mãos estavam segurando as dela.