terça-feira, 6 de outubro de 2009

Why? Tell me why

Comprei fogão, ventilador, armário e estante na sexta de tarde. Sábado não conta como dia útil, então a contagem do prazo de 48 horas pra entrega começa a contar a partir da segunda. O vendedor me disse que os meus móveis poderiam chegar na segunda, já que eu fazia parte do grupo de risco (pessoa que nunca está em casa). Não fui pra Unir na segunda. Não participei da reunião de organização da Semana de Letras (pra qual fui convocada no domingo).
Minhas quatro coisas não vieram ontem, segunda. Hoje o vendedor me disse que as minhas coisas estavam no caminhão do Alan, que tinha acabado de sair. Era possível que a entrega ainda acontecesse de manhã. Não saí de casa o dia inteiro. E na Unir, enquanto isso, teve reunião sobre o edital do Mestrado em Letras que deveria ter sido publicado faz uma semana e não foi. Fiquei presa em casa e nada de fogão, ventilador, armário, estante.
Where did you go?
Why, tell me why do you not treat me right?

* * *

Quando ouço o telefone tocar, já assumo que é engano. E na maior parte das vezes é mesmo. Atendentes com vozes pasteurizadas pedem pra falar com [nome e sobrenome lidos devagar e com timbre titubeante]. Mas a senhora conhece [nome e sobrenome]?
Na ligação de hoje, uma voz de telemarketing me deu as boas vindas na BR Turbo. Perguntei o que era isso, e ela disse que se tratava do meu provedor de internet, que custava só R$ 7,90 por mês. Fui atacada por uma súbita confusão mental aguda. Eu já tenho provedor, e é a UOL. Ela retrucou que consto como cliente ativa na BR Turbo desde 11 de setembro de 2009 e que a cobrança virá na conta telefônica. Insisti que eu não contactei a BR Turbo em momento algum, que não fechei contrato com eles, que não assinei nada, que não entendo por que nem como virei cliente deles. Ela sugeriu que eu cancelasse a assinatura na BR Turbo. Foi o que eu fiz. Mas pelo visto o processo é lento e alguém de lá vai me ligar nas próximas 48 horas pra confirmar o cancelamento.
Quando desliguei o telefone, olhei na minha super agenda. Dia 11 de setembro o meu telefone foi instalado. Eu ainda não tinha internet, nem sabia que teria que correr atrás de provedor. Tenho cá pra mim que isso é enganação da Oi (ou Brasil Telecom), já que a conta da BR Turbo vem na conta de telefone.
I´m looking through you
Why, tell me why do you not treat me right?

* * *

Adivinha onde estarei amanhã, depois de amanhã e na sexta? Na Unir, isso mesmo. Os meus móveis estão pagos, mas só me serão trazidos num futuro distante e incalculável. E essa assinatura doida da BR Turbo igualmente será cancelada em data incerta. Why, tell me why do you not treat me right? Love has a nasty habit of disappearing over night.

Nenhum comentário: