segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Livros nas prateleiras

Meus dedos estão levemente estourados. Os buraquinhos abertos pelas ferpas da madeira que lixei já cicatrizaram, as manchas de verniz o thinner já levou, as bolhas causadas pela chave de fenda ainda estão pra se formar. Tudo isso porque eu fabriquei as prateleiras para os meus livros. Tive que fazê-lo não só porque eu gosto de marcenaria, mas porque não encontrei nenhuma estante de livros em todas as lojas de móveis que visitei. No final das contas, gastei R$ 195,- em material e tive os fins de semana e dias de espera dos móveis preenchidos.

Olhando assim, até parece pouco livro. E é mesmo. Dei muito livro embora, vendi outros tantos e não cobrei vários emprestados de volta. Fora isso, os quadrinhos, mapas e guias de viagem, livros de arte e livros da minha infância estão na estante da sala.

Agora tenho várias caixas de papelão obsoletas. Talvez ainda tenha uma idéia mirabolante do que fazer com elas. Não tenho pressa. Espaço é o que não falta aqui.

Quando as caixas de livros sumiram, Akari ficou sem o mirante dela. Daí eu fiz uma prateleira pra ela, tipo uma Fensterbank, pra ela acompanhar as atividades dos passarinhos.

3 comentários:

Mônica disse...

cara de bravinha!

iglou disse...

É. Ela não gosta muito que eu a pegue no colo e deposite em lugares desconhecidos.
Essa foto foi tirada no momento de inauguração do 'mirador' da Akari.

Leonardo disse...

quem lê esse post até esquece do que você falou de "trabalho pra homem"... esse sim parece ser trabalho pra homem (que diferente dos outros eu até preciso fazer mas nunca fiz), sem contar que é bem mais complicado de fazer que os outros... parabéns, sério... :D