segunda-feira, 31 de dezembro de 2007

Companheiras de quarto



Elas são todas diferentes e menores que um punho fechado, mas ainda assim de tamanho assustador. Convivo com elas numa quase boa, porque às vezes me pergunto se é melhor adormecer sabendo onde estão ou sem tê-las visto.

Nenhum comentário: