sexta-feira, 7 de maio de 2010

A vida é dura

- A mulher, hoje, o que ela tinha?
- Que mulher? Ah, sim! Ela tava morta.
- O que é isso?
- O que?
- Morta.
- O que significa 'morta'? Meu Deus, mas que pergunta! É quando alguém não vive mais. Quando alguém pára de viver.
- E quando alguém pára de viver?
- Quando se está muito velho. Ou muito doente.
- Mas e a mulher?
- Essa teve um acidente.
- Um acidente?
- Sim, isso é quando você se machuca muito.
- Assim como papai.
- Sim, mas muito pior. Tão forte, que o corpo não aguenta.
- Daí se está morto.
- Sim. Mas a maioria das pessoas não sofre um acidente.
- Elas não estão mortas, então.
- Não, elas morrem só muito depois.
- Quando?
- Mais tarde, quando ficam bem, bem velhas.
- Todos precisam morrer?
- Sim.
- Realmente TODOS?
- Sim, todas as pessoas morrem.
- Mas você não, né, Anni?
- Eu também. Todos.
- Mas o papai não.
- Papai também.
- Eu também?
- Você também, mas só daqui a muito tempo. Todos, mas só daqui a muito tempo.
- E não se pode fazer nada contra isso? Precisa mesmo acontecer?
- Sim, mas só daqui a muito tempo.
- E a mamãe? Ela nem viajou, né? Ela também morreu?
- Sim. Ela também morreu.

Diálogo entre um menino de 5 anos e a irmã de 14 retirado do filme A fita branca (Das weisse Band)

Nenhum comentário: