sábado, 28 de novembro de 2009

Shaoran, o equilibrista

Shaoran precisa aprender a ser gato. Eu não ajudo muito, porque às vezes o trato como se fosse um macaquinho. Ele fica no meu ombro numa boa, passeia de um lado pro outro e às vezes se apóia no encosto da cadeira. Assim como Shalimar, vai desaprender a arte do trapezista quando crescer.

Um comentário:

Mônica disse...

Que séria, Lou!

Esses momentos de trapezista são para serem curtidos...