domingo, 10 de maio de 2009

Giz

No Centro Social Sal da Terra não tem mais quadro negro nem branco. Tem lousa e giz. Minha roupa, cheia de pegadas das minhas mãos engizadas, revela sobre a aula que dei. Às vezes eu volto pra casa com a marca da mão cheia na perna da calça, com a testa branca ou o cabelo polvilhado de giz que ficou dançando pelo ar.

Numa aula de alemão para os meus alunos pré-adolescentes, pedi que viessem à lousa e representassem através de um desenho na lousa o que estava escrito nos papelzinhos que eu lhes dava. A empolgação com a atividade foi tanta, que quase terminou em gerra de giz.

Na aula seguinte, quando chegaram, um reclamou para o outro que o risco de giz que o outro tinha feito na camiseta do primeiro não tinha saído. O menino que chegou atrasado na sala, passou pela caixinha de giz antes de sentar na cadeira. Reclamei: não, não pega giz, não, que senão eu fico sem, véio! Tá bom, véio - resmungou e devolveu o toco de giz. Durante essa aula, quando esse sujeito ficava desocupado, ele levantava, vinha até a lousa e desenhava qualquer objeto. Ficava triste quando eu apagava sua obra de arte, mas isso não o desencorajava a voltar para a lousa e traçar nela toda a sua criatividade.

Aula passada eu estava escrevendo os nomes dos meses na lousa e ninguém tava dando a mínima atenção pra mim enquanto eu escrevia os três últimos nomes em outra cor. Chamei a atenção deles para os meses e passei a falar das estações do ano, da neve, da festa da vida que é a primavera na Europa, das temperaturas máximas no verão, do tempo de claridade no inverno e verão. Eles me acompanhavam, mas estavam intrigados com uma coisa. Uma, super tímida, levantou o braço pra aliviar suas dúvidas numa pergunta: por que que Oktober, November e Dezember estão escritos em azul e o resto em branco, professora? Porque acabou o giz branco e eu continuei escrevendo com o primeiro giz que eu achei aqui na caixinha. Pronto! Resolvido o mistério, mas a situação precisava ser remediada. O desenhista voltou até a lousa, apagou os 3 meses em azul e rabiscou os mesmos nomes em giz branco. Agora sim, professora!

Nenhum comentário: