domingo, 3 de maio de 2009

Casa nova

Há diferentes estratégias para se procurar um quarto numa casa/pensão/edícula. A que eu tentei primeiro foi pela internet. Existe uma comunidade chamada easyquarto que troca informações sobre moradia. Na primeira semana recebi várias ofertas e entrei em contato com muita gente. Na segunda semana a coisa foi definhando. Na terceira semana resolvi levantar a bunda da cadeira giratória e dar um giro pelas casas que alugavam quarto/vaga.

Quase fui morar em Santo Amaro, num quarto escuro e pequeno, dividindo a casa com outras moças e um poodle. Não topei de cara porque detesto cachorro. O defeito que a Olga, muito mais esperta que eu, viu ali foi a localização: a 4 quadras do Largo 13. Bom, tenho 14 anos de Largo 13 nas costas, mas eu não pedalava por ali, é bom lembrar.

Outra estratégia pra procurar moradia é comprando o jornal chamado Banco Imobiliário. Custa R$ 1,50 e tem em todas as bancas. Tem uma seção de 'repúblicas e comunidades', que é o que me interessava. Liguei prum senhor surdo e com início de demência que me deu o endereço e pediu pra eu ligar antes de apaprecer lá. No dia seguinte liguei, e ele disse no telefone que não alugava pra moças, só pra homem. Nem me deu tempo de explicar que eu tinha conversado com ele na noite anterior. Como eu já tava ligada na fraqueza do cara, fui lá. Afinal de contas, ele tava em casa. Era uma vitrine de alfaiate e imagino que os quartos ficassem nos fundos. Ele era todo miúdo, barba por fazer, cheiro de incontinência e ar cansado. Disse que era pra eu voltar de tarde, porque tava quase fechando com um moço.

Quando comprei o jornal na outra semana, o anúncio dele continuava lá. O engraçado desse jornal é que as pessoas que oferecem quarto em suas casas querem ver comprovante de renda, carta de recomendação e documentação de seus inquilinos. Muitos anunciam que só aceitam moças de fino trato, de respeito e responsáveis. Vai saber o que querem...

A estratégia mais eficiente - conforme aprendi - é andar no bairro e conversar com o guarda, jornaleiro, jardineiro e faxineira. Se pá o guarda (jornaleiro, jardineiro, faxineira etc.) recebe uma caixinha pra encaminhar pessoas que perguntam. Foi assim que Olga e eu deixamos o telefone com o guarda e recebemos ligação do italiano na manhã seguinte. Fomos as duas na casa mais antiga do bairro, pra ver o que ele tinha pra oferecer. Um senhor baixinho, de mais de 65 anos, sem camisa e com um cachimbo na boca abriu a porta todo serelepe. Fui cheirada por seus 3 cachorros e quase caí pra trás quando vi o quartinho: todo em cimento cru, teto baixo, sem nada além das paredes. Nos deu um saco cheio de maracujá e ficou na torcida pra eu voltar no dia seguinte. Mas 3 cachorros e um italiano facista é demais pra mim.

Saindo da casa dele, andamos duas quadras e paramos na esquina, pra conversar com o guarda. Peraí, que tem a mulher que mora sozinha aqui. Simpatizei com tudo logo de cara: a casa é grande, a dona é gente boa, o quarto é na casa e não preciso arranjar geladeira, fogão, telefone celular e essas coisas. E tem gato. São sete. A casa dos 7 gatos. Ainda não vi todos, porque eles ficam na casa e a Monica tem mó medo que eles saiam. Isso gera uma certa nóia com portas e janelas, mas dá pra encarar. Olhando pra fora de uma janela do meu quarto, vejo tudo verde. O pé de nêsperas (Ameschen no Rio Grande do Sul) está em flor, as castanhas (Kastanien) são bolas de espinhos verdes, o pé de manga está com algumas folhas avermelhadas (é outono aqui) e as outras árvores eu não sei nomear. Pena que a minha máquina fotográfica se cansou de fazer seu trabalho... Aí eu podia mostrar um pouquinho da minha felicidade.

2 comentários:

Juliana disse...

Grande Lou,
parabéns pela sua nova morada!!! A casa dos 7 gatos!!! Gostei do nome.
Te desejo tudo de melhor nessa nova fase... novas conquistas, novas vitórias... e que os 7 gatos sorriam sempre para vc... Fiquei pensando em todos os gatos que curto... 1-Fenix, 2-gato de botas, 3-gato da Alice no país das maravilhas, 4-gato da Magaly da turma da Monica, 5-Garfield (amo!!!), 6- gato do Sherek e 7- falta um hehehe
bj

Natalie Rios disse...

Lou!
Que bom que achou um lar, isso é mais que importante. Dei uma olhada nas tirinhas da(ou do) Yehuda, muito boas!
Sorte sorte sorte!