quinta-feira, 30 de outubro de 2008

Tempo lento

O livro que estou lendo agora carrega o seguinte título: Mais rápido que a velocidade da luz. É de um físico que acredita que a única certeza de Einstein, de que a velocidade da luz é constante no vácuo, é uma falácia. João Magueijo tenta convencer o leitor de que a luz teve velocidade variável no momento de big-bang: muito superior aos 300.000km/seg. observados hoje.

O livro que o Renato me trouxe chama-se Slow Man. Depois dessa velocidade estonteante da luz, talvez seja meu próximo livro. Trata de um homem que perdeu uma perna num acidente e se recusa a usar uma prótese. A vida desse homem desacelera abruptamente.

O resultado do concurso de Londrina deveria ter saído na sexta passada. Esperei que saísse depois do feriado, na quarta. Apesar de ter melhores razões pra acreditar que a vaga pra professor de Língua Portuguesa e Lingüística Geral não é minha, estou muito agoniada com a passagem lenta do tempo, que protela a divulgação do resultado.

Nenhum comentário: