domingo, 2 de novembro de 2008

Neblina

Me posicionei no meio da rua e fiquei esperando qualquer coisa acontecer. Ouvi o som de um carro vindo em minha direção. Vinha de baixo para cima, pelo som dava até pra estimar a distância do veículo da minha pessoa parada no meio da rua. Dois faróis acesos cortaram a cortina leitosa de neblina que se deitava sobre o mundo. Saí da rua e fui pro jardim, fotografar coisas molhadas.
Quando mostrei as fotos pra minha vó, ela tomou conhecimento do grau de amadurecimento das framboesas. Engraçado ver o jardim a partir da cadeira de balanço na sala...

Vista (não se vê muito longe, é certo) do jardim dos vizinhos que não vieram pra Gramado neste fim de semana.

Com a neblina vem uma chuvinha fina e muita umidade.

Nenhum comentário: