sábado, 12 de fevereiro de 2011

Favela

Não é a pobreza, é a riqueza de cores, linhas e ordens próprias. Não é a exclusão social, é o abandono completo de jardins e casas (às vezes prédios inteiros estão abandonados, vazios, decadentes e descascando). Não é a falta de planejamento, é o planejamento apertado, apoiado no outro, em cima do outro, que faz os dois brasileiros aqui pensarem que a favela não é da nossa terra, mas portuguesa.

Um comentário:

francismarys disse...

Acabei de entender o sentido do 'Fado Tropical':

"Ai, esta terra ainda vai cumprir seu ideal. Ainda vai tornar-se um imenso Portugal..."