quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Mofo pós-férias

Quando nos encontramos, não conversamos primeiro sobre o que fizemos nas férias, mas sobre as surpresas que tivemos quando voltamos ao batente: tudo estava mofado.

Grande parte da roupa escura, as sandálias de couro (as Havaianas também), colares de côco, açaí e outras sementes, tábuas de madeira, as paredes dos armários, travesseiros, malas e mochilas estavam cobertos de mofo. Os selins, a fita do guidão da Caloi 10 e a corrente (!!!) da Amarilda estavam mofados.

O laboratório de Química estava uma floresta verde-cinza. O meu departamento nem mofou, porque funcionou a todo vapor nas férias.

4 comentários:

Phil disse...

E aí m minha irmã! Que bom saber que est"s viva!
Mas essa do mofo é foda, heim? E Agora?

Mônica disse...

Mas que volta para casa, hein?

Pelo menos tem bastante sol para tirar esse mofo das suas coisas, né?

Ânimo, mulher!

Jose disse...

sempre é bom voltar; mesmo que tenha que tirar o mofo, abrir as janels e cuidar com a chuva para não molhar o que está sendo "desmofado"
Olga

iglou disse...

Philip, nada grave, eu já contava com o mofo tomando conta de tudo. Cândida, vinagre, sabão em pó e muito sol são as minhas armas.

Mônica, sim: tem sol e Akari para animar a festa.

Olga, tem razão. É sempre bom voltar a ancorar depois de longa viagem.