quinta-feira, 10 de fevereiro de 2011

Cobertura total

Trouxe o meu celular Nokia que funciona pela operadora TIM. (É que as minhas férias não se passaram exclusivamente na Europa - passei antes por Gramado, São Paulo e Campinas.) Chegando na Alemanha, o meu irmão quis saber se dava jogo de botar um chip alemão no celular. Pra saber se isso funcionava, era preciso saber se o celular estava bloqueado ou não. 

Fomos à loja e perguntamos ao atendente da O2 se o meu celular era bloqueado. O moço sentiu o peso do aparelho, reparou no adesivo da TIM, respirou fundo e me disse que aquele era um celular austríaco bloqueado. Dei risada e me dei conta de que só a Áustria tem TIM. Quando eu disse que o celular era brasileiro, o atendente suspirou e puxou pela memória as melhores férias de sua vida. Contou causos de João Pessoa, descreveu os cheiros e disse que às vezes é até melhor nem conhecer esses lugares paradisíacos - especialmente quem volta a viver a vidinha na Alemanha.

Compramos um chip da Tchibo, que na verdade é uma marca que vende roupas, cafeteiras, guarda-chuvas e outras coisas. O chip eu tentei colocar no celular abandonado (já ouviu falar em obsolescência programada, né) do meu irmão, mas daí o celular quis saber o número PIN. Inventei umas sequências de números, daí ele pediu um número PUK. Daí então dei uma olhadinha no manual do usuário.

A bateria do celular obsoleto do meu irmão tava dando problema, então tentei enfiar o chip Tchibo no meu celular. Pediu o PIN e eu dei. Tudo certo, o telefone não estava bloqueado. Quando eu telefonava com o meu irmão a partir de um trem em movimento, a ligação caía. Funklöcher: buracos na rede de transmissão. A cobertura não parecia ser excelente em nível nacional.

Quando eu fui pra Espanha, achei que eu fosse ficar sem cobertura. Em Tarragona, a Movistar assumiu o posto da Tchibo. Em Terra Seca (onde a Gabriela faz natação), a minha operadora passou a ser Orange. A caminho de Barcelona, na altura de Altafulla, o celular indicava ser da Vodafone ES, e em Barcelona voltou a ser Movistar.

Enfim, as operadoras parecem trabalhar em parceria para não deixarem o cliente que se desloca na União Europeia desconectado. Amanhã vou a Portugal, vamos ver o que acontece lá.

Nenhum comentário: