segunda-feira, 9 de maio de 2011

The parrot



A qualidade não está perfeita, mas tem legenda.

5 comentários:

ogum disse...

lou, não tenho seu mail, nem outra forma de contato, vai aqui mesmo. a modernidade é líquida, segundo o z. bauman, mas a minha modernidade, eu achava-a muito viscosa, como óleo grosso. a sua é mais viscosa, líquida como o vidro, que demora centenas de anos pra escorrer.
tb sou professor universitário, mas não de federal, de particular simples, mas dedicada à inclusão racial: a zumbi dos palmares. meus alunos não diferem dos seus, talvez a não ser pelo cotidiano pesadíssimo de quem mora na periferia de são paulo. baixei minhas expectativas pra não enlouquecer. sinto-me o kurz d´"o coração das trevas". mas aí a sensação deve ser ainda mais sólida. vestibulares são farsas sim. a falha no funcionamento da máquina faz parte do funcionamento normal da mesma máquina. sente o passar das horas, do tempo?

iglou disse...

Odir, não li nada desse cara, portanto não acompanho bem a linha de raciocínio da modernidade líquida. Fora isso, se não me engano, já ultrapassamos a pós-modernidade. Mas pra não dizer que nada disso faz sentido, entendi ontem o que é a tal modernidade líquida. Anteontem choveu daquelas chuvas amzônicas quando eu estava saindo de casa. As ruas eram rios. As ruas estavam em movimento, levando a lama e cobrindo metade da roda da bicicleta.

odir disse...

lou: modernidade sólida => vida na fábrica, dos 18 anos até os 55 empregado, depois aposentado. modernidade líquida => empregos instáveis, futuro incerto, tudo fluindo, sem controle por nós. a modernidade líquida é a pós-pós- modernidade. hj, 13 de maio, dia de palestrinha minha. falar o óbvio e ser aplaudido em pé... estranho. boa sorte com a lama e a chuva por aí. aqui as chuvas não precisam ser amazônicas para inundar as ruas. evelyn "sorriso gigante" falou bem de vc.

iglou disse...

Obrigada pelos esclarecimentos!

iglou disse...

Odir,

falando em líquidos, às vezes tenho a impressão que o povo daqui bebe de três fontes bastante sólidas:
1 - a TV (Globo)
2 - a igreja (evangélica)
3 - o chá (vegetal, Daime, aiuasca)