segunda-feira, 30 de maio de 2011

Novos hábitos

Não uso mais relógio de pulso.
Para saber as horas, olho no celular.
Não tenho mais despertador: o telefone me acorda.
Não gosto de falar no celular e tenho créditos acumulados e expirados.
Mando mensagens.
Quase não uso o telefone fixo (minha média é de 19 minutos por mês).
Converso com a minha família pelo computador.
Contrato serviços pelo telefone e pago contas no cartão de crédito, sem assinar nada.
Em caso de necessidade, tenho assinatura digital.
Faz anos que não ligo mais nenhuma TV.
Para passar o tempo, tenho muitos livros e filmes.
Para saber das notícias, me misturo entre as pessoas (bicicletaria é um ótimo difusor de notícias).
Não me interessa mais ter um carro.
Me desloco de bicicleta ou de ônibus.
Não poderei tirar férias no meio do ano porque me deram trabalho (e é proibido trabalhar nas férias!).
Terei que inventar um jeito de viajar pelas palavras para me desligar daqui.

Nenhum comentário: