segunda-feira, 15 de setembro de 2008

Kinder

Fui tia Lou por uma manhã, e participei de uma excursão ao parque com as crianças da creche onde o Ruy trabalha.
Allan
Beatriz e Eduardo
Erik
Foto: Tio Ruy
Gustavo (frente) e Cauã Matheus (de boné)

Tainá

Cauã e Murilo

Pâmela

Ryan

Luís

Éder

Isabella

Stephany
Bruno
Jonathan
David
Vitor
Murilo
Luiza
Subir os degraus do ônibus não é fácil pra crianças de 3 anos de idade. Tio Ruy tem que ajudar essas pessoinhas a embarcarem.
Foto: Tio Ruy
Andar no parque com crianças deste tamanho significa exigir o tempo todo que se dêem as mãos, formando um grande cluster.
Foto: Tio Ruy
As crianças têm um jeito próprio de brincar de bambolê. Raramente o aro envolve a cintura da criança.
Crianças de 3 anos de idade não jogam bola uns com os outros. Eles querem abraçar a bola, sentar em cima dela, chutar a bola para longe e correr atrás dela, jogar a bola para o alto e pegá-la de novo. Gastei muita saliva (enquanto as crianças gastavam muitas lágrimas) para explicar que num jogo de bola o que se tem é uma bola e 20 pessoas passando a bola de um pra outro, que jogar bola significa dividir a bola com os outros.
Vestir sapato, sandália ou tênis é outra arte que as crianças ainda não dominam, então fiquei brigando com fivelas minúsculas e cadarços carcomidos.

2 comentários:

Jonas disse...

You should be a portrait photographer, not a researcher! Great pictures. By the way, you will hear soon from me again, in Portuguese :)

iglou disse...

Leuk!
Kusjes,
Lou.