sábado, 4 de setembro de 2010

RevoluCHUVA

Foto que Marcela fez

Na festa de encerramento da I Semana de Humanidades na Unir aconteceu um revertério climático. O palco estava montado debaixo de céu aberto na escadaria da Reitoria e havia até mesmo uma estrela brilhando lá em cima pra inspirar coragem. Mas as nuvens se aglomeraram em volta dela, conspiraram contra nós, rasgaram os céus e desceram um pé d'água que espantou a banda.
Andréia

Fomos todos nos abrigar no meio dos instrumentos que estavam sendo desmontados, panelas de vatapá salvas das chuvas torrenciais e isopores de bebidas que precisavam ser depositados em algum lugar. A desordem foi animada, até que as batidas nos atabaques ordenaram nossas atenções.
Outra foto da Marcela

Enquanto a chuva caía, íamos ficando. Uns pensavam na roupa no varal, outros na janela aberta, eu nas goteiras de casa. Quando a chuva forte parou, a primeira banda embarcou sua aparelhagem no carro e zarpou. A segunda banda não permitiu que ninguém seguisse o exemplo e prendeu o público com a música que começou a tocar.
Robson

Enquanto Beradelia tocava, a gente dançava, bebia, conversava e sorria. Fiquei me divertindo com um máquina fotográfica mais profissional que a minha no modo manual. Nem sei quem é a dona da máquina, mas Marcela me mandou algumas fotos que eu fiz (a melhor que eu fiz dela, ela não mandou).
 
Mais uma foto da Marcela

Quando a quinta pessoa me perguntou como que eu aguentava esses doidos todos estando sóbria, decidi que era hora de ir embora.

2 comentários:

Matias disse...

uhhhuu, manda umas gotas pra sampa pfv!

andréia disse...

e eu tb tô aqui!?!