quarta-feira, 2 de abril de 2014

Para voltar a ver o rio


ENTRE RIOS from Caio Ferraz on Vimeo.

Acima, documentário de Caio Ferraz (2010) sobre dois rios paulistas que foram redesenhados em função do trânsito por automóveis. Abaixo, citação de Juliano Pessanha sobre o olhar para a cidade de dentro do automóvel - e fora dele.
“E foi junto da mesma bicicleta azul, durante uma incursão desolada e repleta de ressentimento pelos bairros de Vila Gomes e Rio Pequeno, que eu, ao cruzar uma pequena ponte, uma quase-pinguela, notei que ela estava esburacada e cheia de rachaduras e que os homens-carro a atravessavam rapidamente sem olhar para o chão esburacado e eles cruzavam como se estivessem numa avenida e então, nessa noite, compreendi que o homem quer dizer Esquecimento.”
Juliano Garcia Pessanha (“Certeza do Agora”, São Paulo: Ateliê Editorial, 2001) 

Nenhum comentário: