quarta-feira, 4 de abril de 2012

Igual

Não estourava pneu desde a greve.
Não parei logo porque
Não tinha sombra a
Não ser no portão da casa com o cachorro. Os moradores
Não se incomodaram comigo: olhavam de longe.
Não demorei pra trocar a câmara, mas
Não entendi por que a válvula saiu na minha mão.
Não acertei logo encaixar a roda, sempre a roda de trás.
Não me importei com as mãos pretas, mas quando cheguei
Não tinha sabonete no banheiro.
Não mudou muita coisa desde a greve.

Nenhum comentário: