domingo, 26 de junho de 2011

1° Ecobike em Porto Velho

A Amazônia Adventure (agência de turismo e esportes radicais) organizou hoje o primeiro Ecobike. Para comemorar o mês do Meio Ambiente, um passeio ciclístico foi aliado ao plantio de mudas. A saída estava marcada no Parque Circuito (perto do aeroporto) e a chegada era o Parque Madeira-Mamoré, às margens do Rio Madeira.
Partida
Diferentemente dos outros dias claros, nítidos e coloridos, o dia de hoje amanheceu nublado. O vento fez chover pétalas de flor de jambo na minha casa. De tarde, a cortina de nuvens se abriu, mas ninguém sofreu de calor.
Foto: Marcelo

Quando Marcelo e eu chegamos no Parque Circuito, tinha pouca gente e muito som. Além do carro de som, tinha o som alimentado por uma bateria e preso numa bicicleta dos mano das acrobacias. Claro que os sons eram diferentes e se mordiam. Fomos dar uma volta pela estradinha sombreada que dá acesso ao aeroporto. Reparamos que um caminhão da prefeitura depositava mudas ao lado de buracos no chão. Adivinhamos que faziam parte do passeio ecológico.
Marcelo
Um carro de polícia e o carro de som encabeçavam a modesta massa. A imprensa, a prefeitura e a polícia estavam motorizados, ao passo que nós pedalávamos devagar. Ocorreu de um carro da imprensa pressionar os ciclistas com buzinadinhas. É difícil assimilar as coisas...
O que mais me impressionou foi que o plantio aconteceu de maneira relativamente organizada e espontânea. O sujeito atrás do microfone (no carro de som) dizia: "Tem que plantar essas mudas tudo aí, ó!" Enquanto passávamos pelas mudas, as pessoas paravam e plantavam. Achei legal que as pessoas conseguiram coordenar pedal e plantio.
Chegada
Chegamos no Parque Madeira-Mamoré ao entardecer. O palco estava montado pro Beradelia, o cabo da tirolesa era longo, havia uma parede portátil de escalada e as pessoas estavam dispostas a conversar. Marcelo e eu conhecemos um vegano rastafari que levava uma criança loirinha no caixote da bicicleta e depois trocamos ideia com o bicampeão de elite de Porto Velho, "no caso: Divino" (foi assim que ele se apresentou). Valeu.