sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

A garagem

Desde que as minhas bicicletas foram pra garagem, elas meio que deixaram de existir pra mim. Pra mim bicicleta é, antes de mais nada, meio de transporte. Como eu consigo realizar meus caminhos diários a pé, não preciso delas. Nem passo pela garagem, portanto nem as vejo. Entraram numa dimensão paralela: a garagem.

Recentemente houve mudanças no prédio em que moro: uma galera saiu, outra entrou e apareceu um cartaz na entrada do prédio, pregado na parede externa da minha sala. No cartaz está anunciado que a moradora do apartamento tal tem interesse em alugar uma vaga de garagem. Algo me diz que o cartaz foi pregado ali porque se dirige a mim, a única moradora do prédio que não tem carro.

Só que eu não tenho interesse em alimentar a carrodependência dela, cobrando aluguel pela minha vaga. Mesmo que eu não as use, as minhas bicicletas estão bem guardadas lá. Até pensei em usar o espaço da garagem para acomodar a escada e o ventilador (120v num lugar em que tudo é 220v) que ficam encostados aqui no escritório, entulhando a paisagem do apartamento apertado.

A minha garagem é quase como o porão de Dieter Nuhr.

4 comentários:

Mônica disse...

Lou, cuidado ao usar sua vaga na garagem para colocar outros objetos que não o carro. Dependendo do estatuto do prédio, nem bicicleta pode ficar na vaga e certamente ventilador não pode mesmo.

Outra coisa: tanto as bicicletas quanto os outros objetos que vc quer colocar lá podem ser roubados a qualquer momento. Vc tem seguro? O prédio, nesses casos, não costuma ter seguro e nem se responsabiliza, pois como eu disse, a vaga na garagem é para carro e não outros objetos.

Embora vc não queira alugar a vaga por princípios, se vc mudar de ideia, saiba que geralmente o valor é o valor do condomínio.

bjs

iglou disse...

Valeu, Mônica.

Não consigo evitar de lembrar de Jorge Ben:
-Tira essa escada daí
-Essa escada vai ficar aqui fora
-Eu vou chamar o síndico!

Mônica disse...

Então, Lou, esqueci de dizer que, quando o estatuto proíbe o uso da vaga da garagem para outros fins, geralmente existe uma multa para quem o faz.

Enquanto vc está morando no prédio, vc pode ir às assembleias e sugerir que se instale, nas paredes da garagem, suportes para guardar as bicicletas e tb armários (se houver espaço).

iglou disse...

Mônica, obrigada pela preocupação. O síndico aqui é o cara da imobiliária, por incrível que pareça. Já falei com ele sobre bicicletário suspenso, já que não sou a única pessoa a ter bicicleta no prédio. Ele ficou de ver, eu fiquei de perguntar se ele viu.

Preocupa não, o ventilador e a escada continuam dentro do apartamento.