domingo, 19 de fevereiro de 2017

Humaitá

Perguntei pro Luis o que a gente ia fazer no sábado de tarde. Ele respondeu: passear. Pensei no Parque Ecológico, no Parque Circuito, até no shopping. Mas não imaginei o que ele tinha em mente. Ele disse que Humaitá fica a 2 horas daqui. A placa informa que são 189 km. Saímos de casa às 15h e pegamos o estradão retão em terreno ondulado.
Humaitá tem dois campi universitários: UEA e UFAM. Duas universidades públicas numa cidade tão pequena. E tem mais de uma praça e tem uma beira-rio. Enquanto Porto Velho está de costas para o Madeira, Humaitá dispõe bancos de praça na frente dele, pra que as pessoas possam acompanhar o que acontece no rio Madeira.
Tomamos açaí (bem melhor que o daqui, porque não tem gosto de xarope de guaraná) e depois deu vontade de jantar. Comemos um tambaqui minúsculo - a julgar pelo tamanho das costelas. E aí, já escuro, era pegar a estrada de volta. A estrada era bem sinalizada. O medo era a gasolina acabar. Fomos com meio tanque, e pela lógica a outra metade do tanque deveria ser suficiente pra voltar pra casa. Mesmo assim fiquei preocupada a viagem inteira (porque não há nenhum posto de gasolina no trecho). Fiquei tão aliviada quando vimos as luzes da cidade de Porto Velho, que acho que nunca senti essa emoção antes.

Nenhum comentário: