sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

De volta em casa

Enquanto descíamos do taxi que havia nos trazido do aeroporto, apontávamos as novidades no jardim:
"abriu uma rosa!"
"Olha quanto hibisco!"
"Caramba, a trepadeira subiu tudo isso!"
Claro que nem tudo eram flores. O mato tinha crescido bastante e era preciso limpar os canteiros. Eu me encarreguei deste, que é mais elevado e menor (a barriga permitiu que eu arrancasse as ervas daninhas).
Já Luis assumiu o trabalho pesado. Livrou a nossa horta (mastruz, manjericão, alfavaca, citronela, couve, espinafre, vinagreira, pimenta) das ervas daninhas.
As mangas tinham acabado e não havia mangas podres embaixo do pé.


Nenhum comentário: