quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Regularizou

Ontem entreguei o último vidro de leite congelado pra Iracema, do Banco de Leite Humano. No auge da minha produção, ela levava 4 vidros de 300ml por semana, o que dá um pouco mais de um litro. Daí baixou pra 2 vidros grandes e um pequeno, 2 grandes, e ontem ela levou um pequeno que passei a semana inteira enchendo.

Com muita dó de deixar de doar, expliquei que não está mais sobrando leite, que Agnes toma tudo. A melhor hora pra tirar leite é de madrugada, mas eu não consigo mais acordar antes dela, pra tirar leite. Iracema entendeu perfeitamente e disse que a grande maioria das doadoras só vai mesmo até o terceiro mês de vida do bebê, que é quando a produção de leite se ajusta às necessidades da criança.

Por um lado me sinto aliviada, porque é uma tarefa a menos no meu cotidiano (e agora, mais pro fim, quando eu tirava leite antes de dormir, saía tão pouquinho que eu dava risada, mas também agoniava: quantas vezes vou ter que tirar ainda, pra encher aquele copo?), mas por outro lado me sinto mal em relação às crianças que deixam de receber o meu leite. Espero que outras mães assumam o meu lugar.

Nenhum comentário: