sexta-feira, 27 de junho de 2014

Em La Paz

Ilimani no horizonte
Dia 26 foi o dia de apresentar trechos do que será o nosso filme coletivo "O silêncio do Madeira". Carlos e Rodrigo se esforçaram muito para terminar o "Relatos de Torrentes & Caudales" a tempo de exibi-lo durante a cerimônia de Paraninfo em que Luis fez uma fala brilhante sobre ciência, desenvolvimento e as usinas fio d'água nos rios amazônicos. A comoção gerada pela fala dele foi tal que não houve espaço nem ocasião para a exibição do filme.

No dia seguinte, no âmbito do evento Megaprojetos nos rios amazônicos, ambos os filmes encontraram seu público. O filme deles tinha 25 minutos, o nosso, que ainda está em processo, tem 9 - e os dois se mostraram complementares.

Nenhum comentário: