segunda-feira, 5 de novembro de 2012

Remember, remember, the 5th of November!

Recebi um post praticamente pronto por e-mail do Luis.
O original está aqui


Na noite de 5 de novembro de 1605,  Guy Fawkes tentou explodir o Parlamento inglês, no intuito de assassinar o Rei James I, em um atentado conhecido como "gunpowder plot" ("conspiração da pólvora"). O tiro saira pela culatra, ao passo que uma carta anônima denuncia seus planos ardilosos: Fawkes e seus correligionários são presos na Torre de Londres. Tortura e morte por enforcamento selaram a sorte dos conspiracionistas, cujos corpos foram esquartejados e arrastados pelas ruas de Londres. O suplício dos conspiracionistas repercutiu como um espelho difuso, ressignificando o ato, inicialmente impelido pelas chamas das rusgas e perseguições sectárias entre católicos e protestantes. Com o passar dos anos, este adquire um verniz simbólico mais contundente. A data, que no ano seguinte celebraria a sobrevivência do rei, pouco a pouco,  passa a festejar com fogos de artifício, um simulacro que se remete a explosão do Parlamento inglês. Nesta data, queima-se na fogueira a máscara de Fawkes, junto a figuras não muito bem quistas pelos ingleses, que supostamente deveriam ter sido queimadas em seu lugar, tais como George W. Bush, Margareth Tatcher ou Giorgio Berlusconi. Esta data foi popularizada como "Guy Fawkes night" ("noite de Guy Fawkes").

Foi David Lloyd quem desenhou a máscara do protagonista de "V de Vinganca", história escrita pelo cartunista Alan Moore; máscara que depois seria apropriada pelos movimentos e manifestações que eclodiram pelo mundo, com a iminência da atual crise financeira. A máscara passa a ser símbolo contra a avidez do mercado financeiro, das multinacionais e das grandes coorporações, verdadeiros responsáveis pela crise, que vêm levando economias a bancarrota, e colocado milhares de pessoas na rua, sem emprego, sem moradia e sem perspectivas. Apropriada num primeiro momento por hackers e ativistas do grupo Anonymous, em 2008, a máscara foi envergada em um manifestação de rua contra a Igreja da Cientologia nos Estados Unidos e depois ganhou maior popularidade em 2010 com o filme V de Vingança, que incita a população a  se vingar do sistema que os oprime, inaugurando a possibilidade de um novo porvir.

2 comentários:

Mônica disse...

O gibi é ainda mais complexo do que o filma (novidade!). É uma das melhores histórias que já li.

iglou disse...

Concordo: é de arrepiar.