quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Me ajeitando em Santa Maria

A única foto em que apareço é esta, na cozinha vazia (tão vazia, que nem tem pia). Ainda não consigo imaginar essa cozinha, nem as minhas coisas dentro dela.
A primeira coisa que comprei para essa morada cheia de paredes e chão foi essa banqueta (para alcançar o soquete das 7 lâmpadas do apartamento). Junto com a banqueta comprei o chuveiro power (faz muito frio no inverno) que demorei o dia todo pra instalar. Voltei na loja de ferragens 3 vezes antes de conseguir fazer o chuveiro funcionar.
Na última casa em Porto Velho eu reclamava da quantidade avassaladora de mosquitos. Aqui estou aprendendo a fechar as janelas que dão pra rua, porque além dos mosquitos, entram milhares de outros insetos.
No mesmo dia em que veio a escrivaninha que Luis escolheu, vieram a cama, o colchão, a internet e o telefone. No dia seguinte, reclamei na imobiliária que a minha chave do prédio abria a porta de vez em quando. O miolo da porta foi trocado e de repente eu era a única no prédio que conseguia entrar. Abri a porta pra todos os outros moradores porque a minha janela fica do lado da porta do prédio. Depois resolveu, porque o síndico já tinha dado a cópia pra todos desse novo miolo, eles só tinham sido surpreendidos com a troca.
A cama mais bonita e vistosa com o colchão mais high-tech em que dormi. Espero que sonhos conjuntos sejam incubados aqui.

Um comentário:

Mônica disse...

Parabéns, Lou. Devagar a casa vai tomando o seu jeito (e o do Luís). Para os mosquitos, tem uma solução fácil: telas que são presas com velcro. É só medir as janelas e comprar a tele um pouco maior, para cobrir tudo.Fácil de instalar e de tirar, depois que vc tiver de entregar o apê.