quarta-feira, 30 de maio de 2012

A Resposta

"- Ó Pensador Profundo, a tarefa que lhe cabe assumir é a seguinte: queremos que nos diga... - fez uma pausa e concluiu: - ... a Resposta!
- A Resposta? - repetiu o Pensador Profundo. - Resposta a que pergunta?
- A Vida! - exclamou Fook.
- O Universo! - disse Lunkwill.
- E tudo o mais! - exclamaram em uníssono." (p. 163)

" - Essas máquinas têm mais é que fazer contas - disse Majikthise -, enquanto nós cuidamos das verdades eternas. Quer saber a situação perante a lei? Pela lei, a Busca da Verdade Última é uma prerrogativa inalienável dos pensadores. Se uma porcaria de uma máquina resolve procurar e acha a porcaria da Verdade, como é que fica o nosso emprego? O que adianta a gente passar a noite em claro discutindo se Deus existe ou não para no dia seguinte essa máquina dizer qual é o número do telefone dele?" (p. 165)

"- Eu só queria dizer que meus circuitos agora estão irrevogavelmente dedicados à tarefa de calcular a resposta à Questão Fundamental da Vida, o Universo e Tudo Mais. - Fez uma pausa, para certificar-se de que agora todos estavam prestando atenção nele, e acrescentou, em voz baixa: - Só que o programa vai levar um certo tempo para ser processado.
Fook olhou para o relógio, impaciente.
- Quanto tempo?
- Sete milhões e quinhentos mil anos - respondeu o computador." (p. 166).

"- Há 75 gerações, nossos ancestrais deram início a este programa - disse o segundo homem -, e após todo esse tempo nós seremos os primeiros a ouvir o computador falar." (p. 170)

"- Então há mesmo uma resposta? - exclamou Pouchg.
- Há mesmo uma resposta - confirmou o Pensador Profundo.
- A resposta final? À Grande Questão da Vida, o Universo e Tudo Mais?
- Sim." (p. 171)

"- Está bem - disse o computador. - A Resposta à Grande Questão...
- Sim...!
- Da Vida, do Universo e Tudo Mais ... - disse o Pensador Profundo.
- Sim!
- É... - disse o Pensador Profundo e fez uma pausa.
- Sim...!
- É...
- Sim...!!!...?
- Quarenta e dois - disee o Pensador Profundo, com uma majestade e tranquilidade infinitas." (p. 172)

ADAMS, D. O Guia do Mochileiro das Galáxias. Rio de Janeiro: Sextante, 2009.

Nenhum comentário: