quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

Zoológico

Eu poderia ter ido num show de tango, num ônibus amarelo, num museu de arte, mas preferi fazer o que os portenhos fazem. Assim me sentiria menos turista e mais integrada na cidade. Fui no zoológico. Ainda do lado de fora, reparei numa moça que alimentava, pela grade, um gato dentro do zoo. Porém, a lista de animais domésticos que vi lá dentro não inclui gatos.
Vi galináceos com os antílopes e pombas com os rinocerontes.
Na frente da gaiola do tucano, uma guriazinha americana exclamou, surpresa: "Que nem no filme Rio, papai, lembra?" Puxa vida.

Contudo, o mais espantoso foi o comportamento domesticado dos animais. O zoológico vende "comida animal" em pacotes ou copos. Para ganhar essa comida dos visitantes, os leões marinhos urram, os ursos ficam em pé com um braço levantado e os babuínos esticam as mãos como mendigos pelas grades da jaula.

Nenhum comentário: