sábado, 3 de dezembro de 2011

De volta

A casa parece pequena,
Mustafá cresceu,
Akari me reconhece logo,
a grama cresceu,
minha cama é da hora.

Nenhum comentário: