domingo, 18 de dezembro de 2011

Caminhando e tomando sol

Ponte das Mulheres
Então. Buenos Aires é uma cidade portuária e fica no Rio de la Plata. Para chegar no rio (saindo da Plaza de Mayo), é preciso atravessar Puerto Madeira, que tem essa ponte estaiada de nome curioso. Mas não tive curiosidade suficiente para saber por que essa ponte chama assim.
Algazarra nas janelas
A caminho do Parque Natural, ouvi uma gritaria alegre nos céus. Achei a origem da algazarra nas janelas desse prédio modernoso.

No parque
Este é o maior parque de Buenos Aires, mas ele não é lugar típico para piqueniques, cachorros, frescobol e deitar na grama. Para seres humanos (pedestres ou ciclistas), o parque oferece apenas caminhos. Há duas entradas, uma em cada ponta de seu formato oval, e um caminho que corta o ovo no meio e dá acesso ao Rio de la Plata.
O Rio de la Plata
O que há no espaço entre os caminhos do parque é um grande charco (que as placas nomeiam de Lagoas) que serve de habitat natural para um monte de animais. Não vi nenhum animal, só umas plantas diferentes.
Cacho de flores isolado na árvore
Na cidade há muitos prédios muito altos, o que significa muita sombra. A vegetação do parque não era alta o suficiente para projetar sombra nos caminhos largos. Além do mais, acho que era meio-dia quando caminhei os cinco quilômetros dentro do parque. Está tudo registrado numa pigmentação avermelhada na minha pele.
Yo

Nenhum comentário: