sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Bem-vindas à greve

Ulla und Mama
Enquanto eu esperava o avião da TAM, a professora Graça, de línguas estrangeiras, me contava de sua filha, aeromoça que vinha no mesmo voo que a  minha mãe e minha tia. Minha mãe chegou e fui dar um abraço nela. Ulla chegou logo em seguida e de tanta alegria, esqueci de me despedir da Graça. Mas ela veio, preocupada se eu tinha condução (todos sabem que o meu meio de transporte é a bicicleta, por isso entendi a preocupação dela como sendo legítima). Agradeci e expliquei que tinha alugado um carro.

Enquanto caminhávamos em direção ao carro, minha mãe contou que super conversou com uma  aeromoça. Ela tinha perguntado em que língua estava a revista que a minha mãe lia, travaram conversa e descobriram que a mãe da aeromoça é professora da Unir e está em greve; e que a passageira é mãe de uma moça que é professora na Unir - e está em greve.

No primeiro dia de Porto Velho, levei as duas na Reitoria. Na manhã do segundo dia, levei-as no campus. Minha mãe tirou foto de tudo que ela achou escandaloso.

Um comentário:

Mônica disse...

Eita, como é bom matar a saudade...