terça-feira, 9 de agosto de 2011

Um mês em casa

Mustafá chegou em casa faz um mês. Veio de bicicleta, via veterinário. Chegou com virose e ficou instalado no quarto de hóspedes enquanto tomava remédio. A vida da casa mudou completamente quando abri aquela porta.

Só duas janelas ficavam abertas pra Akari, que logo sacou que é melhor ficar fora da casa do que passar o dia sendo perseguida por um filhote louco pra cravar as unhas afiadas em tudo. Todavia, quando lá fora é mais quente que dentro da casa, os dois se abraçam, rolam pelo chão e tufinhos dos pêlos da Akari flutuam pelo piso.

Aos poucos, Mustafá entende o conceito de carinho - que por definição exclui garras e dentes afiados. Ultimamente ele não tem mais se enganchado no meu mosquiteiro, me expondo aos mosquitos, e tem respeitado o meu sono. Mas ele continua tirando plugs da tomada (principalmente do computador), derrubando o potinho de água enquanto demarca território, comendo a ração da Akari (e vice-versa) e crescendo. Na verdade, ele dobrou de peso (está com 1,4 kg) em um mês.

Um comentário:

Mônica disse...

Lou, aqui descobri que passar suco de limão afasta os gatos de onde vc não os quer. Experimente. Não é preciso fazer muitas vezes e, depois que eles perderem o hábito de roerem fios, afiarem as unhas no sofá etc. vc pode parar de borrifar o limão (que deixa tudo um pouco melado, mas nada que uma água não resolva depois).