terça-feira, 16 de agosto de 2011

Do Velho pro Alegre

Neblina e chuvisco
Kikito, mascote do Festival de Cinema de Gramado
Saí de Porto Velho de avião e depois de muitas horas, muitas escalas, dois aviões e alguns sonhos esquisitos, cheguei em Porto Alegre. Do aeroporto de lá embarquei no ônibus pra Gramado. Minha tia me esperava na rodoviária, minha vó me esperava na sala aquecida. O 39° Festival de Cinema de Gramado não esperou por mim.
Oma
Época de bergamotas, laranjas e limões
Em Gramado fazia muito frio - especialmente pra quem vinha dos 38°C secos de Porto Velho. Mas o cheiro de fogão a lenha misturado com o cheiro das acácias em flor, a pureza do ar molhado e as flores do jardim me fizeram curtir a temperatura baixa.
Fez 12°C na noite de sábado pra domingo: 3 cobertores
Mimosen

Magnólias

Cereja, pêssego ou ameixa?
Helena, de quase dois anos
Helena cresceu, ficou cabeluda e muito falante. Ainda não entendemos o que ela fala, mas ela é bem divertida e esperta.
Invertida 
De Gramado já me despedi, já passei por Porto Alegre e estou em Santa Cruz do Sul, onde começa amanhã o Colóquio sobre Leitura e Cognição.

Um comentário:

Mônica disse...

UAU! Que sorte que vai ter esse evento aí no sul, hein? Dá para matar a saudade de toda a família.

(Isso sem contar o clima maravilhoso!)