quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Despedida

O caminho que fizemos para o aeroporto passava pelo Parque Circuito. O parque é pequeno, mas seus arredores são verdes e doadores de sombra - o que me fez voltar do aeroporto pelo parque.
Não sei se isso é uma árvore que dá leite de seringa, mas muitas árvores com folhas e caules iguais tinham essas marcas.
Evelyn muito alto-astral.
Entrar num saguão de aeroporto com uma bicicleta é equivalente a caminhar com uma prancha de surf embaixo do braço na Av. Paulista. Sentimos a atenção de todos em nós. Quando a bicicleta foi dobrada, foi um espetáculo.
Quando cheguei em casa e vi a gata dormindo no canto do sofá, me dei conta que a casa está vazia. Muito bom hospedar uma pessoa tão alegre e conversadeira!

2 comentários:

Leonardo disse...

tenho uma dahon a mais de um ano e nem meus vizinhos se acostumaram ainda com ela, sempre parece que eu ando numa nave espacial... não é legal :P

felizcidadefeliz disse...

Ah Lou, saudades também!!!! Foi tão bom ficar proseando, proseando... agora, apesar de estar hospedada na casa de outra pessoa, não conversamos tanto, aí me sinto mais só!

A Dahon continua chamando a atenção aqui no Acre e a criançada acha que estou em uma bike de criança! Hehe

Beijos e obrigada por tudo. Ahhh, e um carinho na Akari (é assim que escreve?!), se ela não fugir! rs. rs.

Evelyn