sábado, 2 de outubro de 2010

Adaptação

A eleição pra presidente, governador, deputados e senadores é amanhã. 

O que o meu calendário me informa acerca do dia 3 de outubro é que nessa data se comemora a reunificação da Alemanha. Isso foi em 1990, e eu lembro de ter visto a queda do muro de Berlim pela TV em 1989. Hoje a diferença entre as duas Alemanhas não é mais tão gritante. As pessoas se adaptaram às novas condições de vida.

Em 1989 aconteceram as primeiras eleições diretas para presidente do Brasil depois da ditadura. Eu lembro disso e lembro que o Collor ganhou essas eleições. Poucos dos que tinham alardeado que sairiam do país se Collor ganhasse foram embora. Foram ficando. Foram se acostumando.

Quando eu cursava as aulas de História na escola, eu ficava pensando nas pessoas que tinham vivido em datas importantes pra nós hoje: como será que encararam tal revolução? O que será que temiam na virada do século? 

Bem, eu vivi a virada do milênio e não aconteceu nada de especial. Na verdade, nem nos damos conta das datas importantes pra posteridade que atravessamos em vida. Quem se lembra que o Youtube foi fundado em 2005? Eu me lembro do Leandro me explicando qual que era o esquema do Youtube. Estávamos no bandejão e ele gesticulava com garfo e faca na mão. Se o Youtube, que é uma coisa institucionalizada (quase, vai) hoje em dia, tem só cinco anos, imagina o furor que não causou a chegada do notebook, o uso comum da internet e tal. Eu lembro dos floppy discs, nas minhas aulas de informática, eu tinha medo que o computador explodisse, minha dissertação está guardada em disquete - que nenhum dos meus computadores lê, - já não se grava mais nada em CD porque podemos guardar tudo em espaços virtuais.

Nos acostumamos às mudanças: nos adaptamos ao meio. 

Ontem revi Adaptation (2002, do Spike Jonze) um dos filmes que infelizmente ficou de fora da temática Cinema & Literatura no cine deLírio. Numa certa altura, um personagem explica por que gosta tanto de plantas: por que são mutáveis. Continua filosofando sobre o processo no qual inseto polenizador e planta estão imersos sem se darem conta da magnitude do processo todo.

And neither the flower nor the insect will ever understand the significance of their lovemaking. I mean, how could they know that because of their little dance the world lives? But it does. By simply doing what they're designed to do, something large and magnificent happens.
http://www.imdb.com/title/tt0268126/quotes
 
Torço para que a eleição de amanhã seja outro momento polenizador: que cada voto contribua para a manutenção da vida.

Nenhum comentário: