terça-feira, 24 de agosto de 2010

Contra-intuitivo

Meu chefe me ligou dizendo que tinha um "pepininho" pra mim. Nunca tinha ouvido essa palavra no diminutivo. No neutro (pepino), aumentativo (pepinão) e superlativo (pepinaço) eu já tinha visto, mas nunca no diminutivo. Minha intuição já me dizia que um pepino no diminutivo é uma coisa azeda e espinhuda.

Passei o dia no gabinete da reitoria, corrigindo redações de vestibular. Abacaxi! Não pepino.

O tema era sobre a devastação da Amazônia e a pecuária. Minha intuição de falante me dizia que pecuária se escreve com acento, mas no enunciado da prova ela estava sem. 

Minhas expectativas em relação às redações eram que escrevessem sobre a conscientização, a fumaça, o pulmão do planeta, gerações futuras e gado e pasto. Contra as minhas expectativas, li redações em tom panfletário sobre o progresso, desenvolvimento, giro da economia, atendimento às demandas de carne bovina, frigoríficos, trator derrubando árvore, tanques de peixes, estado do Amazonas e plantação de café.

As construções de palavras intuitivamente possíveis, no entanto não dicionarizadas, me divertiram: desmatação, planejação, reflorestação, tanto flora como fauna são ambamente ricas, garimpagem de ouro e agravação do problema.

As grafias pouco ortodoxas me assombraram: equitáres, habitate, abtati, desmaziadamente desastroza, extinsão, voraxidade, quaze, haja vista intão, cem nenhum controle. Mais uma prova de que as pessoas confiam na intuição de que a escrita reflete a fala.

As conclusões contra-intuivas chacoalharam nossas bases, crenças e fé na bondade humana:
Será que existiria pecuária sem a Amazônia?
Pecuarista tem visão do futuro. 
A pecuária se avança
A própria natureza, através de tempestade de raios, acaba queimando as matas.
Concluímos que o maior culpado do desmatamento é o homem.
O aquecimento global já está aqui.
Sem a Amazônia, o que será do nosso futuro?
Se acabarem as florestas, o que respiraremos?

Por fim, as formulações inusitadas foram uma aula de intuição e contra-intuição:
desmatamento das matas
exclusivamente quase toda
causa muitas consequências
legalizadas perante a lei
onde todos é muita gente
aumento populacional das pessoas
vem surgindo diariamnete, dia-a-dia

O tiro de misericórdia foi: vamos esperar e rezar para Deus, ele sim sabe o que fazer, porque nós somos apenas coadjuvantes aqui na terra.

2 comentários:

Natalie Rios disse...

Genial!

Anônimo disse...

Habe Tränen gelacht!! Du tust mir von Herzen Leid (neue Rechtschreibung!) Gruß U.