sábado, 9 de janeiro de 2010

Sisyphus


Tenho medo de chuvas que começam de noite, porque não há sol que evapore as nuvens. Chove forte e por horas. Às 3 da madrugada a água começou a subir. Todo mundo de pé, tentanto salvar qualquer coisa.
Às 4:00 a água estava no seu ponto mais alto. Os mesmos mais de vinte centímetros que semana passada. A régua está em algum lugar. Mais da metade das minhas coisas já está encaixotada e em cima dos sofás, que terão que secar onde estão.

Às 5:30 a água começou a correr em direção à rua. A minha casa continuava uma piscina. Trabalhei até às 12:00, tirando a água com um balde, depois enchendo o balde com um caneco, depois com um pano torcido. De pijama de novo e de barriga vazia de novo.

Os gatos subiram em cima da mesa, da cama, da escrivaninha. Shaoran derrubou papéis, Akari derrubou a webcam.

Passei duas horas secando o carro da Miyuki. Tirei aproximadamente 15 baldes de água de lá de dentro. Mas ele liga.
O caminhão de mudança vem na segunda. Espero que não chova até lá nem durante a mudança. Dei banho nos gatos, mas não sei se devo dar vermífugo de novo. A segunda dose deles (da enchente do dia 31 de dezembro) será semana que vem. E eu tomei a minha segunda dose ontem.

Adivinha o que a vizinha está ouvindo e cantando a plenos pulmões: Vai dar tuuudo ceeerto.

Um comentário:

Mônica disse...

Lou, que desgosto!

Conversei com minha tia Anne, outro dia, e ela mandou te avisar que, nesses casos, a imobiliária deve providenciar imediatamente um outro lugar para vc. Afinal, vc está sofrendo prejuízos enormes.

boa sorte