quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Orçamentos

Berg, meu carma (ou super-herói), faria um orçamento da reforma e um outro pedreiro de confiança dos meninos que estão saindo da casa na Eletronorte faria outro orçamento. Ontem, Berg mediu paredes, subiu no telhado, anotou medidas e disse que faria a reforma apesar de ter sido atropelado no Ano Novo por um bêbado.

Hoje, fui me encontrar com o pintor indicado por um dos médicos. Mas como o pedreiro não tinha vindo junto, voltamos na casa de tarde. Pedi que me dessem valores, mas eles me deram medidas. Tantas latas disso, tantas daquilo. O material é tu que compra.

Pensei que em vez de lixar o chão, passar uma depois outra demão de resina, ter que mudar os móveis de lugar e ter que sair da casa por 3 dias, seria mais fácil botar piso laminado. É só colocar e pronto, não dá trabalho pra mim. Nenhum dos pedreiros sabia o que é piso laminado. E quem faz isso e quanto custa? Tenho 74 m2 de chão. Só existe uma empresa que vende e instala piso laminado em Porto Velho, a R$ 79,- o metro. Trocando em miúdos, ficaria 5 mil.

Fui na loja de tintas e na loja de materias de construção fazer orçamento. Mas o que eu tenho é uma colcha de retalhos incompleta: tenho o preço do material e da mão de obra, mas falta o aluguel da lixadeira pro piso, falta a calha e falta quem vai consertar a goteira e instalar uma torneira na cozinha. Com essas ausências, o preço é quase 5 mil.

Quando voltei na imobiliária pra entregar o meu orçamento incompleto, Berg estava de saída. Tinha feito o orçamento dele e deixado em cima da mesa da Iza. Pedi a ele que avaliasse o orçamento do pintor e pedreiro. Ele disse que parecia justo, mas que resina não era bom, tinha que ser sinteco. E isso encarecia um pouco o orçamento. Conferiu o valor da mão de obra, disse que tava dentro, mas que a dele custava mil reais a mais. Assustada, perguntei quanto tinha ficado o orçamento dele. 7 mil.

O problema agora é que os médicos precisam concordar com um desses orçamentos. Eu tenho a chave da casa e posso mudar pra lá. Por mim, essa reforma aconteceria comigo lá dentro, em doses homeopáticas. Mas a imobiliária teme que os médicos sumam do mapa.

Como hoje fez sol e eu não pedalava fazia uma semana, fiz tudo (casa, correios, orçamentos, imobiliária) de bicicleta. Pedalei 41,5 km. Por sorte, lembrei de passar protetor solar.

Um comentário:

Phil disse...

'Ai Lou!

Se for o Berg que vai fazer a reforma, você muda só em marco! É ou nao é? Pôxa...

Abracos '(kopfschüttelnd...)

PHIL.