quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

Okupa y resiste

Semana passada o cineclube foi no auditório do Núcleo de Educação, longe dos blocos das salas de aula. Apesar do recado deixado na porta da sala invadida na semana anterior, redirecionando os interessados, Paulo foi o único que assistiu ao filme Cine Paradiso. Eu estava na condição de revisora alucinada.

Hoje Paulo e Guilherme decidiram ver o filme naquela sala de sempre. Eu fui contra, porque eu temia mais um embate com a professora que gosta de dar aula no ar condicionado e para tanto atropelou o cineclube. Ofereci o auditório (eu tenho o poder de fazer reserva: pois não, professora), eles disseram que iam buscar um documento que lhes dá o direito de usar a boa e velha sala perto da cantina. Não coseguiram o documento. Paulo me pediu aquele relatório que eu tinha feito e pedido pra galera assinar. Lembrei que aquele papel era só um repúdio à atitude pouco civilizada da professora que nos tinha expulsado da sala, e não lhe garantiria a sala. Notamos que na relação das assinaturas faltava a de maior peso: a do meu superior. Entreguei o papel pra ele mesmo assim e fui procurar o meu chefe.

Conversei com o meu chefe sobre questões acadêmicas e pedi que ele me acompanhasse à sala que os meninos estavam ocupando com o filme V de Vingaça. Ele me acompanhou de bom grado e sentamos pra ver o filme. A princípio só queríamos esperar a professora entrar, ligar as luzes e arrancar tudo das tomadas de novo. Reparei que os meninos tinham empilhado todas as mesas à la Edukators (Die fetten Jahre sind vorbei). Meu chefe estava sentado perto da porta que tem uma janelinha. Percebemos uma certa movimentação ruidosa do lado de fora da porta às 19:00, mas não fomos incomodados. Tenho cá pra mim que a pessoa sentada ao meu lado serviu de escudo pra nos proteger de mais uma expulsão.

Na discussão depois do filme, todos lembramos de uma frase de V: se você não reagir, você perde. A foto acima foi feita em Barcelona, num tour pelas 'casas okupa'.

2 comentários:

Mônica disse...

Lou, que legal que vcs assistiram a V de Vingança. Chegaram a discutir as diferenças com a Graphic Novel? A série em quadrinhos é bem mais extensa e levanta muitas questões sociais.

iglou disse...

Ah, ninguém nem sabia que V for Vendetta é originalmente uma HQ. Acho que vai ser a minha próxima aquisição...