terça-feira, 18 de agosto de 2009

O piso

Berg (de Gutemberg, não podemos esquecer) veio de manhã pra avisar que voltaria logo depois do almoço 'pra terminar logo esse trem'. Chegou às 16:00, depois da chuva e saiu da minha casa às 20:40 (alimentando fantasias dos vizinhos sobre a minha pessoa. Todos já repararam que eu não carrego aliança). Faltaram duas 'pedras' e sobraram dois sacos de areia.

Hoje Berg veio na surdina às 14:00, passou as duas 'cerâmicas' pelo portão e já ia saindo. Peguei o homem no pulo. Fazendo cara de desgosto, disse que não podia terminar o serviço nem hoje nem amanhã de manhã.
Se fosse só o piso que falta...

Nenhum comentário: