terça-feira, 18 de agosto de 2009

Choveu

Fortes rajadas de vento, nuvens cinzentas, trovões e relâmpagos anunciaram a chuva. Quando veio, impregnou o chão, despertando sementinhas adormecidas e derrubando um açaí da minha coleção. Enfraqueceu depois de meia hora, em que Akari miou a meios tons meio mal definidos, mas certamente assustados.

Gosto de sair pra fotografar depois da chuva. Reparo numa fauna que eu não veria num dia de sol intermitente.
Quando estávamos no portão, entrando ou conferindo o movimento, ou ainda esperando o céu avermelhar, (cada um tinha os seus motivos, mas o fato é que de repente tinha muita gente parada no portão) a vizinha que me chama de 'vizinha' passou pedalando sua Barra Forte vermelha. Chuva maravilhosa, hein vizinha! Deveras, deveras.

Nenhum comentário: