segunda-feira, 22 de junho de 2009

Mundo cão

De manhã, ouço o mecânico de bicicleta contando pro colega que um cara chegou pra ele com uma bike roubada no parque. Mostrou a bicicleta e quis saber quanto que ela valia. Ele deu uma sacada nos componentes e disse que a bike valia uns 2 pra 3 mil. Compensa comprar por R$ 500? O cara comprou a bike roubada na mão do maluco por 500 conto. E pra desmontar as peças e pintar o quadro de branco e deixar sem adesivo, quanto é que morre? O mecânico disse que tudo ficava uns 300 pau, que era um preço alto, pro cara não fazer. O cara topou. Agora o mecânico vai transfigurar uma bicicleta roubada, torcendo pro dono de direito ter seguro.

Antes do almoço, vejo confirmado o plano de ampliação da Marginal. Mais faixas de rodagem e derrubada predatória de árvores às margens do Tietê e Pinheiros. O plano partiu pra ação com velocidade assombrosa, porque afinal de contas estamos em ano de eleição. Muito mais - e de maneira mais articulada sobre o assunto aqui, no Apocalipse Motorizado. Depois de atingir quase 300km de congestionamento numa quarta-feira chuvosa, aparecem com mais obras para criar mais lentidão e estresse no trânsito, convidar mais carros para as ruas e derrubar de vez o equilíbrio ambiental da cidade.

De noite, fico sabendo que a minha turma de 4 alunos foi definitivamente diminuída para 2. Um tinha sido demitido 3 semanas atrás, numa sexta-feira. Quando me explicaram a importância do funcionário para a empresa, terminaram a descrição com 'a coisa tá preta'. Hoje o outro aluno voltou de férias. Tinha tirado 20 dias para viajar aos EUA e praticar inglês. Sentou na mesa de trabalho disposto a labutar de manhã e foi dispensado.

Nenhum comentário: