domingo, 24 de agosto de 2008

Pedra do Elefante

O que fazer num sábado ensolarado em Andradas? Simples. Pegue o carro, vá até uma das montanhas da região, deixe que o guia erre umas entradas, pergunte pra moça passando ali adiante, abra umas porteiras, converse com os moradores, deixe que digam o nome de seu pai pra identificá-lo (e não o nome do Bob), deixe o carro ao lado de um cão feroz e suba o resto a pé. Confie nos poderes de orientação do Bob e aprecie a vista, que vale a pena.
Não subimos ao cume, apenas ficamos na base do elefante, monitorando dois escaladores encordados na parede.
A descida foi muito mais rápida que a subida: não tivemos que parar pra respirar, beber água, procurar um pau que servisse de cajado.
Carro, porteira, estradinha de terra, reconhecimento das entradas perdidas e boteco antes de voltar pra casa.

Nenhum comentário: