quinta-feira, 19 de junho de 2008

Papo de homem

Pequena Lou vai ao bandejão, senta numa mesa cheia de homens e se põe à escuta do que conversam.

- Que parada lôca é essa?
- Suco de pêssego.
- Véio, pêssego num tem essa cor nem fudendo. Deve ser uva.
- Uva é roxo. Isso num é roxo, cara.

- Cê num foi fazê prova hoje?
- Eu não, desisti dessa matéria. Tirei um e meio na primeira prova, num ia nas aula, tranquei, meu, já era.

- Que diabos de suco é esse?
- Pela cor deve sê uva.
- Mas num tem gosto de uva, meu. Tem gosto de manga.

- Caralho, fui comemorar o gol e quebrei a mesa.
- Ai, amor, como cê quebrô a mesa?
- Ah, me empolguei e deu merda. Agora tenho que comprá ôtra mesa, e é mó caro!

- Ôh, ninguém vai comê as laranja? Dá aqui pra ele, que ele faz suco.
- Num é laranja, cara, é limão.
- Ah, é. Só lembro que cê tava empolgadão com um suco aí.
- Suco de limão, bicho. Rende pra caramba.

- Aí eu entreguei a prova e o professor perguntô se eu ia num seminário lá.
- E aí?
- Aí que eu respondi que eu ia sentar ali e dormir. Puta, varei a noite estudando praquela porra daquela prova, eu tava sem condição, precisava dormir.

- Amanhã tem feijoada.
- Como cê fica sabendo dessas coisas?
- Hahaha.

- Cara, num agüento mais, tem testinho todo dia essa semana!
- E aquele professor filha da puta dando aquelas aulas de merda. Muito ruim!
- Pode crê, eu quero que o semestre acabe logo, sem eu ter que fazer todas as provas que tão agendadas.

Pequena Lou conclui que os meninos gostam de falar palavrão e estão estressados com as provas de fim de semestre. Os engenheiros mais que os meninos das humanas, que não sofrem tanta pressão de nota, prova, meio ponto, professor sádico, ficar de exame e essas coisas que fazem mais parte do universo de quem faz exatas.

Nenhum comentário: