terça-feira, 1 de abril de 2008

Spieglein, Spieglein an der Wand

Edson e Antonio foram num carro, Rogério, Pablares, Renato e eu em outro e nos encontramos na frente no restaurante árabe. Olhamos pra ciclovia de Barão Geraldo e ouvimos um moço vociferando. O moço claramente era da espécie dos engenheiros: carro rebaixado, braço pra fora da janela, e um monte de engenheiros iguais a ele no carro. O engenheiro virou a cabeça para fora de sua lata poluidora e gritou:

CARA DE MACACO!

Não conseguimos identificar pra quem ele tinha gritado esse enunciado insólito. Pra tirar a dúvida, resolvemos entrar no restaurante, procurar o banheiro e examinar nossas caras no espelho.

Nenhum comentário: