domingo, 30 de março de 2008

Argumentação desconexa

Voltei de São Paulo num domingo de tarde e cheguei em Campinas perto (mais pra lá do que pra cá) do horário de almoço. Da rodoviária fui ao ponto do 3.31, que vai pra Barão Geraldo. Minha Nossa Senhora... Na praça do ponto de ônibus havia um homem em trajes sociais vociferando no microfone. Dio Santo, faça esse ônibus chegar logo!!! Em volta do homem havia outros engravatados que gritavam aleluia, amém e glória a Jesus com convicção quando o homem do microfone entregava o turno de fala (sou lingüista, desculpem > quando ele pára de falar e dá a chance aos outros de falarem). Meus Deus, porque devo sofrer essa violência? Algumas poucas mulheres estavam sentadas na sombra da figueira. Cabelo arrumado num coque, saia pra depois do joelo, mãos no colo, cabeça levemente inclinada, sorrindo pra dentro. Será que vão achar ruim se eu pegar o microfone e pregar sobre a liberdade deles que acaba no momento em que eu me sinto violada pelo falatório deles? Pessoas vão chegando ao ponto de ônibus e sentando-se nas muretas e bancos. Olham para a roda com um olhar divertido. Devo ser uma pessoa muito ruim. Não consigo achar essa invasão bonitinha. Não consigo nem mesmo ter pena deles. Tenho pena de mim, que preciso suportar essa falta de imaginação. Sinto uma raiva se remexendo nas entranhas. Não consigo evitar de absorver o falatório desconexo. Não é a história de como encontrou Jesus, não é a citação desenfreada da Bíblia, mas a argumentação por que aquele homem que acredita em Jesus se sente seguro.

As outras religiões estraga as pessoa.
Porque as outras religiões prega que Deus é três.
Deus é Jesus, e Jesus é um só.
Tem igrejas que fala de Jesus como fosse a segunda pessoa, mas é porque Jesus fala na segunda pessoa com os discípulo dele.
V i e s t e s até mim, não é isso que tá escrito?
Pois taí a segunda pessoa.
Mas Jesus é um só, Jesus está em você, irmão.
Jesus nunca falou mal dos bêbado.
Nunca falou mal das prostituta.
Porque a prostituta, o ladrão, o estrupador é todo mundo gente boa.
É o espírito mau que tá por trás deles que faz eles sê ruim.
Mas e l e s são pessoas boas.
E quem tem o Espírito Santo, é gente boa.
Aleluia, irmão!

Graças a Deus, chegou o ônibus!!!!!!

Nenhum comentário: