quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

No Vale das Sombras

Clint Eastwood, Sean Penn e Tommy Lee Jones se tornaram muito parecidos pra mim. Os três são ótimos atores e diretores de cinema, e fazem filmes muito bons, mas predominantemente marrom-acinzentados. O cenário é escuro, o figurino é discreto, os diálogos são escassos e as explosões afetivas muito raras.
Detesto filmes de guerra, e acho uma pena que os filmes anti-guerra precisam mostrar a guerra e ocupação de territórios distantes com todos os seus absurdos pra nos mostrar como não vale a pena obedecer ordens cegamente, ser patriota, levar a "democracia" ao Iraque.
O filme não mostra a guerra, mas a ocupação das tropas americanas no Iraque. Não só a ocupação, mas o próprio esquema militar são criticados. Ser "homem" no serviço militar significa abusar de autoridade perante civis, abusar do próprio corpo para acompanhar os hábitos dos companheiros e perder a própria identidade.

Nenhum comentário: