sábado, 26 de janeiro de 2008

Mata Santa Genebra

Barão Geraldo era uma enorme fazenda chamada Santa Genebra. Lentamente a fazenda foi sendo urbanizada, a Unicamp foi chamando habitantes novos pra esses lados, e o progresso foi justificando o desmatamento. Mas sobrou a Mata Santa Genebra - que aliás também vem diminuindo com o tempo. É a segunda maior mata urbana no Brasil. Pra que seja preservada, é relativamente fechada a visitação. Abre no último sábado do mês, às 9:30 e as visitas são guiadas.
Há 48 espécies de mamíferos na mata, sendo que o animal mais visto é o macaco-prego. Ele não é só visto no território da mata, mas também nas casas da população que se estabeleceu em volta da mata. Pra eles, a cerca de arame farpado é pouca coisa pra conseguirem comidas doces que não achariam na mata.
Tem um viveiro de mudas, que serve meio que de garantia de diversidade genética.
E um borborletário que foi vandalizado semana passada. Abriram a tela e as borboletas escaparam.
Na mata há um desequilíbrio entre as lianas (cipós) e árvores, de modo que as lianas cobrem grande parte das árvores. Mas dão frutos em épocas em que nenhuma árvore floresce, alimentando assim os animais.

Nenhum comentário: